quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Tema de um quadro -


A criação artística não nasce por geração espontânea.
Pensar que o artista é um ser privilegiado, a quem a inspiração chega sem que ele contribua com nada ou quase nada, é falso, ingênuo, esse pensamento.
A inspiração não vem do ceú. É preciso ir ao seu encontro, consultando, esboçando, trabalhando num processo intelectual, em que o espírito de observação, a imaginação, o conhecimento e a experiência se fazem presente.

O tema costuma ser sugerido por algo que vimos, conjunto de formas, um efeito especial de luzes, de sombra, contraste, de cor.
O tema de um quadro, parece de princípio, uma das coisas mais fáceis, mas muito pelo contrário, existe sobre tudo um preparo para que isso aconteça.
Olhar uma tela em branco e querer de uma hora para outra pintar, é difícil, precisa-se trabalhar num conjunto de coisas, pois nada advém do nada. Os artistas não criam num vazio. Eles são constantemente estimulados por outros artistas e pelas tradições artísticas do passado.
Em 1° lugar, devemos estudar o tema principal, um ponto de interesse para o qual os olhos do espectador sejam imediatamente atraídos.

Embora pareça lógico colocar o tema principal no meio do trabalho, essa solução costuma criar um resultado monótono - a não ser que o artista
aplique um senso estético apurado pela experiência.
É melhor colocar o tema ligeiramente fora do centro .
Essa norma também é utilizada para determinar a localização das linhas do horizonte e de temas secundários.
Sobre tudo em telas de altura bem maior do que é a largura.
Desenho A - O tema está no centro do quadro. O resultado é monótono. Pois os olhos do
observador não têm para onde ir. Depois de se fixar na árvore
Desenho B - O tema está no terço da direita, levando o olhar do observador a atravessar
a composição em direção a ele - um arranjo bem mais interessante.
Desenho C - O tema na intersecção das linhas cria equilíbrio entre ele, o fundo e a área do céu.
Desenho D - A mesma regra é aplicada aqui ao ponto de interesse de um tema maior
- a cabeça do gato.
Desenho E - O tema principal (cabeça) e o secundário (igreja)situados em intersecções opostas.
Uma solução equilibrada.
Essas noções me foram ensinadas quando estudei no Parque Lage, lugar lindo, muito verde, onde ali, passam artistas de todas as áreas, pois ali é patrocinado vários cursos: desenho, pintura, escultura, teatro,.. exposições, peças de teatro...
Lá tive aulas de pintura livre, e recebi muitos elogios por mostrar um tipo de pintura diferente.
Convivi com pessoas interessantes. Tive aulas de modelo vivo, onde o nu não
assustava nem despertava qualquer tipo de constrangimento, pois no meio artístico tudo é visto com a maior naturalidade.
Lembro-me que tinham uns arquitetos, onde a luta constante do professor, era com que eles perdessem aquela característica dura, numa forma mais solta, mais leve.
Enfim o Parque Lage me serviu para dar um grande passo em minha vida, dando-me coragem de abandonar a faculdade de direito, e ingressar de vez no mundo das ARTES! E quando lá já estava pude perceber, que não deixei nada para trás, apenas descobri minha verdadeira vocação!

20 comentários:

Patrick disse...

Mais constrangedor ou assustador que um nu é ver uma criança suja e quase morta estender a mão por alguns minguás caraminguás de esmola.
Belo quadro. Quando a maioria concentra a atenção nas duas meninas que lembram o Rosa e Azul de Renoir, o ponto principal da tela é a pessoa atrás da janela.
Abraços.

Canteiro Pessoal disse...

Oie linda ave rara, paz !
Trecho que chamou atenção; "A inspiração não vem do ceú. É preciso ir ao seu encontro, consultando, esboçando, trabalhando num processo intelectual, em que o espírito de observação, a imaginação, o conhecimento e a experiência se fazem presente".
Creio que o criador nos agraciou com talentos, habilidades e dom peculiar, mas, não podemos esperar que por si só tudo aconteça, porque não acontece, é preciso esforço, conquista por territórios, espaços; lei da semeadura, planta e colhe; temos assim, como Moiséis dá o primeiro passo e levantar o cajado para que o mar se abra.

Vou deixar algo que li essa semana na facu e que chamou meu atentar.

A vida é feita de encontros, Fernando Sabino afirma que:

"De tudo na vida, ficam três coisas:
A certeza de que estamos sempre começando.
A certeza de que é preciso continuar
E, a certeza de que podemos ser interrompidos, antes de terminar.
Portanto, é necessário:
Fazer da interrupção um novo caminho.
Da queda um passo de dança
Do medo uma escada
Do sonho uma ponte
E, da procura uma oportunidade".

Beijinhos perfumadinhos.

Bernardo disse...

É isso aí Wal

Você nesse artigo ao mesmo tempo que nos contou um pouco de sua vida e da sua opção pela arte nos deu também uma pequena aula de artes, chamando a atenção para detalhes que um leigo não percebe nas obras que vê.

Marli disse...

Wall,
Que bom chegar aqui e encontrar tanta beleza, linda pintura! Melhor ainda é começar a entender um pouquinho sobre a arte da pintura. É preciso desmistificar a idéia que muitos tem de que a pintura é para a elite. Parabéns! Continue a nos ensinar! Bjinhos!

wallper.lima disse...

Oi menina do Jardim Secreto- lindo comentário,realmente a vida é feita de encontros, é um nascer, morrer e nascer...
Bjs em seu coração.
Wal.

wallper.lima disse...

Olá Bernardo, que bom que vc gostou...pois esse é o foco principal, poder passar um pouco daquilo que sei.
Um grande abraço.

wallper.lima disse...

Oi Marli, é sempre bom vê-la por aqui...pois minha galeria estará sempre aberta para tds aqueles que apreciam a beleza mesmo quando essa se encontra escondida!
Bjoca.

Tais Luso de Carvalho disse...

Oi, Walzinha, beleza! O que importa mesmo é ser feliz, ir atrás de nossos sonhos. O que adianta seguirmos uma outra carreira ou atividade e carregar um fardo pesado de infelicidades?

Criar é algo maravilhoso, seja no campo das artes, seja na escrita. Tudo que se faz com amor só pode dar certo. E as pesquisas passam a ser prazer. Este encanto que tens por pintar se vê de longe, amiga! Não sei se percebo porque nos falamos muito, por e-mail, ou se percebo vindo aqui no teu recanto. De qualquer forma, quando e como percebi, isso é o menos importante. O que importa é te ver feliz no teu trabalho e criando obras em que colocas tua sensibilidade para nós. Gosto imensamente de ver essa tua garra e esse amor transportados pra uma tela que, de início é apenas branca e fria.

Sei um pouco do teu jeito, diria que a arte sintoniza, se ajusta perfeitamente contigo. Não tem nada tão prazeroso como criar, que no fundo é uma manifestação do nosso inconsciente, o que não deixa de ser uma terapia, também, como é a escrita para o poeta, para o contista, cronista ou romancista, enfim.

Beijão, querida amiga.
Tais Luso

Valter disse...

Oi Valéria, hoje pude visitar sua pagina, quantas novidades, parabéns pelos dois prêmios que você ganhou, e sua participação na Vickys esta ótima, a manha envio um e-mail. Abraços.

wallper.lima disse...

Olá Valter! É sempre bom receber vc aqui no "meu mundo"...e vamos ver se desta vez vai...
Abraços.
Waleria.

Donagata disse...

Waleria, adorei o seu post. Aprendi imensas coisas em relação às quais não tinha sequer a mais pequena ideia. Por exemplo: esses truques de colocação do tema principal em local que não abafe tudo o resto tornado a obra monótona, sem graça...
Devo-te dizer que tudo que tenha a ver com artes visuais (pintura, desenho, escultura)é quase magia para mim. Eu costumo dizer que tenho duas mãos esquerdas dada a minha imensa falta de jeito. Sou, contudo, uma grande apreciadora.

Outra coisa interessante é ter percebido que o processo criativo ainda é um pouco semelhante ao da escrita; olhar para uma tela em branco e pensar de que forma lá iremos colocar o que temos em mente é quase como teres uma página do Word aberta (ou um simples lápis e uma folha), quereres dizer algo e não te surgir a melhor forma, a mais bela, de o fazeres.

É sempre um prazer vir aqui. Ah! É que a música também ajuda.

Um beijão grande

Celeste

wallper.lima disse...

Olá amiga Gata - É sempre maravilhoso vê-la aqui no meu mundinho, e saber que mesmo não tendo jeito para desenhar, pintar, fazer escultura, vc possui o principal: a "sensibilidade!E isso vc deixa bem claro em tdo que faz.
Realmente o processo criativo, é semelhante ao da escrita,não é simples como mta gente pensa.
Venha sempre, será um prazer!
Um beijo cheio de inspiração.
Wal.

wallper.lima disse...

Taizínha - Adorei imensamente de tdo que disse. Suas palavras só vem reafirmar que vc realmente já conhece um pouco de mim.
Um grande beijo.
Walzinha.

tertulías disse...

E que espaco maravilhoso qe voce criou aqui. Estou boquiaberto com tantas coisas interessantes... Obrigadoi pela sua visita pois agora encontrei Wallarte e voltarei sempre!!!!!!!!!!!
Abraco (cheio de neve hoje)
Ricardo

wallper.lima disse...

Obrigado pelas palavras, e espero vê-lo sempre por aqui...
É incrível, imaginar a neve, quando aqui -Brasil/RJ - o dia está está a todo vapor - e o calor de nos deixar molinhos.
Abraços.
Waleria.

Efigênia Coutinho disse...

Olá Waleria.
Volto ao seu belíssimo espaço, e ver essa tela de entrada, é simplesmente sublime, seu bom gosto nos trai ao belo. Seu texto sobre "Tema de u quadro", é perfeito, pois a arte da pintura requer mesmo muito do artista, até concretizar sua pintura, obrigada por sua mensagem ao meu espaço dedicados aos amigos.
Mais eu desejava que você fosse seguidora do meu espaço pessoal de poesias, e deixo o Link para você ver, com admiração,
Efigênia Coutinho
http://efigeniacoutinhopoesias.blogspot.com/

Marli disse...

Wall,
Parabéns pelos prêmios!
Terei novidades nos próximos dias, mais precisamente no feriadão de carnaval, aguardo visita!Bjinhos!

wallper.lima disse...

Que legal ver vc aqui Efigênia,adorei tdo que disse, e já estou lá em seu blog.
Um abraço.
Wal

wallper.lima disse...

Obrigada Marli, estou aguardando as novidades.
Bjoca.
Wal.

Graciela Acebal disse...

Gracias por tus palabras en mis obras y por seguir mi blog.
Ya te he agregado a mi lista!!
Un gusto conocerte, de verdad.
Un abrazo, Graciela.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...