quarta-feira, 2 de dezembro de 2009

TATUAGEM COMO SINÔNIMO DE CORAGEM

Dizem que os homens da história se orgulhavam das cicatrizes propositais, pois eram sinônimos de coragem. Estudos mostram que essa prática sempre esteve ligada a história da evolução do homem.
O desenho vai se formando na pele delicada, sendo marcada com pigmentos, é tecnicamente uma aplicação subcutânea, realizada com agulhas.
Substituímos a tela e feito índios, enfeitamos nosso corpo.


Foi a partir das viagens do capitão inglês “James Cook”(também descobridor do surf)no sec.XVIII que a tatuagem ou dermopigmentação, ( “dermo =pele - pigmentação” – ato de pigmentar ou colorir), ganhou tradição inglesa na palavra TATOO(uma das formas de modificação do corpo mais conhecida do mundo), onde passou a ser reconhecido como “o pai da palavra –tatoo”.
A tatoo percorreu vários caminhos tortuosos, gerada com muitos preconceitos, associada à idéia de tatuagem como elemento de exotismo
“selvagem”, e a idéia da tatuagem como elemento de marginalidade.

A igreja católica na Idade Média baniu a tatoo da Europa, com argumento que era coisa do “demônio”, assim procedendo com a intenção de ocultar antigas culturas e costumes, introduzindo a sua doutrina de uma forma ditatorial.
Na Inglaterra, o governo adotou a tatuagem como uma forma de identificação de criminosos, e a partir daí ganhou conotação “fora da lei”, no ocidente.
No Brasil no início do sec.XX, no Rio de Janeiro, havia basicamente 3 grupos de tatuados: os imigrantes portugueses, as prostitutas, e os marginais, todos englobados num heterogêneo grupo social chamado de
“classe baixa”. Nela, a tatuagem era feita com agulhas de costura e fuligem ou ainda tinta, anil, graxa ou pólvora.

A tatoo elétrica foi desenvolvida em 1891 por “ Samuel O’Reilly". Um aparelho baseado em outro extremamente parecido, que havia sido criado e patenteado por “Thomas Edson” – para “ marcar couro”.
Somente nos meados dos anos 60, ele surgiu na cidade portuária de Santos – São Paulo, introduzida pelo dinamarquês “Knud Harld Likke Gregersen” – conhecido como
– “Lucky Tatoo – que teve sua loja nas proximidades do cais, onde na época era zona de boemia e prostituição da cidade de Santos.
Isto contribuiu bastante para a disseminação de preconceito e discriminação desta arte. Pois era uma zona de intensa circulação de imigrantes embarcados, muitas vezes bêbados, arruaceiros e envolvidos com droga e prostitutas.

Hoje a tatuagem vem atingindo todas as camadas da população mundial, sem distinções. Temas infinitos que variam tanto quanto as personalidades dos tatuadores e tatuados.
Os motivos são diversos e não há uma forma definida que explique de fato o desejo, o ato de se tatuar, mas uma coisa é certa, tatuagem não é algo descartável, por isso é fundamental pensar bem, não se deixar levar pelo impulso, modismo, pra mais tarde não se arrepender, pois a retirada é feita a laser em várias sessões(pois depende de vários fatores) e fica muito caro.
Só uma coisa eu digo:
_ temos que ter personalidade e responsabilidade na escolha do desenho, do local e do tatuador (que será feita a tatoo) e principalmente levar em conta alguns fatores como: higiene, protetores descartáveis, equipamentos esterilizados, aventais, luvas, máscaras, a existência de um livro de registro de cliente e de um termo de licença sanitária(ANVISA) e seguir as orientações do tatuador, após a realização da tatuagem, para que a cicatrização seja perfeita
.




O ser humano traz catalogado em si, um universo muitas vezes desconhecido por ele, pois nem sempre nos damos conta do todo, e o real valor e significado de todas as coisas...e com o decorrer da vida, muitas idéias vão tomando forma, modificando, e muitas coisas que não aceitávamos, passamos a vê-la fazendo parte do nosso universo!
_ Uma obra não assinada:
“ Menino do Rio, calor que provoca arrepio
Dragão tatuado no braço”...
Não me arrependo de nada, pois no decorrer da vida somos todos marcados, querendo ou não!!!
Até breve...


28 comentários:

angela disse...

Muito interessante esse tema, acho que assim como a vida nos marca os jovens se marcam talvez para comemorar algo, para se diferenciarem, para se apossarem de seu corpo...sei lá.
Algumas tatuagens são lindas, só precisam tomar cuidado para não parecerem paginas de gibi.
beijo

Valter disse...

Olá querida Waléria, olha eu aqui outra vez, bela postagem sobre as tatuagens, seu trabalho continua ótimo parabéns. Seu amigo Valter.

Dulce disse...

Como sempre, uma aula muito interessante. Lembro-me que, quando menina, havia um vizinho que tinha sido marinheiro e trazia uma âncora tatuada num dos braços e um coração com uma flecha no outro.. Diziam que ele tinha estado na prisão, onde tinha sido tatuado. E até pouco tempo atrás, só marginais traziam tatuagens pelo corpo. Mas o mundo está sempre em mutação, os usos e costumes vão mudando e hoje pessoas jovens ou não, vão deixando marcas pelo corpo, e tenho visto desenhos muito lindos, verdadeiras obras de arte feita sobre a pele.
Mas você disse bem ao recomendar cuidados e só tatuar o corpo quando tiver certeza de que é o que quer.
Beijos

Irene Moreira disse...

Wall vim para olhar rapidamente e depois voltar com calma para ler a sua postagem,mas comecei a ler e fui, fui e como é super interessante a história da tatuagem. Admiro muito as tatuagens bonitas que vejo , mas não gosto de nada em exagero e para mim pessoalmente nunca me atraiu e nem pensei em fazer alguma no meu corpo. Tenho certeza pela minha forma de ser de sempre estar mudando as coisas que não suportaria, por muito tempo, uma mesma tatuagem no meu corpo. Você diz muito bem que quem for fazer tem que escolher bem porque não dá par a tirar e a laser é caro. Impressionante o vídeo com as informações sobre o índio, marinheiros,sobre os sinais de tatuagens no Egito e finalmente a maquininha que fazia verdadeiras obras de arte no corpo humano.Como sempre você nos deixa maravilhados com suas apresentações. Beijos

Graciela Acebal disse...

Olà Amiga
como siempre, muy interesante el blog
Pasè por aquì a dejarte mis cariños y agradecerte tus comentarios en mi blog. Besos!!

Vanessa B. disse...

Muito interessante. Adoro essa temática do ser humano primitivo: a construção dos símbolos.

Hoje, além do corpo, a roupa comunica algo sobre nós. A individualidade e a afirmação de si mesmo dentro de um sistema social são inerentes ao homem, desde que homem é homem e mulher é mulher...

Adorei o tema! Parabéns!

ps: desculpa pela ausência =D

kurkineva disse...

Olá Waleria, tenho um colega tatuador e pretendo fazer uma com ele ano que vem, mas será algo que me identifique, por exemplo sinais ou imagens do país do meu avô (a Finlândia).
Um bjo, do seu amigo Rodrigo.

Diogo disse...

Olá Waleria
Fico muito sensibilizado pela palavras bonitas que me dirigiu. Vendo o seu espaço, autênticas aulas de arte, mais satisfeito fico por ter gostado das minhas pinturas. Vou segui-la para "beber" cultura e algum saber. Tem razão quando diz que a aguarela é difícil e eu já comprovei isso. Tenho muita dificuldade em pintar nessa técnica.As suas são lindas.
E o Rio continua bonito? Estive aí em 1998 e adorei. Fui ainda a Salvador, Natal e Fortaleza. Seu país é lindo e Deus é brasileiro por lhes ter dado tanta beleza.
Bjo grande e volte sempre.
Um amigo do outro lado do mar. Diogo

Mona Lisa disse...

Olá Waléria

Mais uma lição de cultura e saber.

Obrigada pela partilha.

Sempre que aqui entro saio mais enriquecida!

Bjs.

Lisa

nereida disse...

Querida amiga, texto muito interessante sobre tatuagem; eu não tinha idéia que ela fosse tão antiga e tido tantos "percalços"!
A verdade é que a gente sempre aprende por aqui no seu lindo bolg, quando a visitamos . Uma linda semana para você.

AdrianaNobre disse...

Até hoje acho que é necessário coragem ainda para fazer uma, pois vejo muitas pessoas que desejam , mas tem medo. Eu estou satisfeita com as minhas e nunca me arrependi :)Desejo o mesmo aos que se aventurarem. Só um detalhe que sempre me avisaram: vicia mesmo!rsrsrsr...Beijos Wall!!!

Vivian Pereira disse...

Olá Dinha!! td bem???

Bem interessante esse texto sobre a tatuagem... fiquei encantada com a história que só conhecia por alto e aqui vc nos mostrou resumidamente... adorei o finalzinho vc dizendo q todos um dia serão marcados, seja por tatuagem ou não... eu adoro tatuagens, porém até hoje não escolhi o desenho ideal...

Bjosss e ótima semana!!!!

VejaBlog - Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil! - disse...

VejaBlog
Seleção dos Melhores Blogs/Sites do Brasil!
http://www.vejablog.com.br

Parabéns pelo seu Blog!!!

Você está fazendo parte da maior e melhor
seleção de Blogs/Sites do País!!!
- Só Sites e Blogs Premiados -
Selecionado pela nossa equipe, você está agora entre
os melhores e mais prestigiados Blogs/Sites do Brasil!

O seu link encontra-se no item: Blog

http://www.vejablog.com.br/blog

- Os links encontram-se rigorosamente
em ordem alfabética -

Pegue nosso selo em:
http://www.vejablog.com.br/selo


Um forte abraço,
Dário Dutra

http://www.vejablog.com.br
....................................................................

Vanessa B. disse...

Posso fazer um pedido?

Fazendo:
Vc poderia falar um pouco sobre John Waterhouse? Adoro suas pinturas à la "Brumas de Avalon"...
Adoraria saber mais sobre ele!

Bjs!

Living in Kauai-Hawaii disse...

Hi sweet girl! Brigada pelos comentarios no meu blog. Que lugar mais lindo e a ilha que voce foi, e e no Rio ne... O Brasil tem tantos lugares lindos! Um dia, quero voltar e fazer um tour por ai. So conheco mesmo o Sul e Norte/Nordeste e claro litoral Paulista, o Rio nao conheco nada, so Copacabana e olhe la.

Luma D. disse...

Waléria, que bonita a foto do header... Colibri e flor são uma combinação perfeita.

Beijos, ótmo fim de semana.

PATRICKÍSSIMO disse...

Beija-flor, beija menina
Quem a fez assim tão divina
Quem a fez assim
Tão bela e tão fera
Chuva e sol de primavera
Senhora de tantos amores
A dona de Araxá
Por ela sonham os homens
Quem a Beija beijará
Senhora também das dores
Do povo de Araxá
Por ela sofrem os homens
Quem a Beija vai desprezar...

Quando vi a tatoo me lembrei dessa música: Tema de Dona Beija, de Wagner Tiso e Viva Voz.

Abraços tatuados!

Estive por aqui Wal!

Jessy disse...

ola tia!!!
adorei a forma como retratou esse tema...mostrou de uma maneira clara e interessante o universo da tatuagem,fazendo com q as pessoas possam ver com outros olhos o verdadeiro significado da arte de tatuar...
bjs ate +

Vivian Pereira disse...

Dinha!!! Não sei se vc viu, mas tá rolando promoção no Vitrine de Sonhos... Posso contar com sua participação??? =)

Bjosss

Priscila Almeida disse...

Olá querida, nossa realmente não tinha noção sobre a história da tatuagem, mas concordo e assino embaixo do que foi dito acima, sobre termos que ter personalidade e responsabilidade na escolha do desenho, do local e condições de higiene,porque afinal é uma decisão que irá nos marcar pra vida toda.
Bjosss!!!!

Bruno Cardona disse...

Olá, muito obrigada pela visita e comentário ao meu blog, é bom ter seguidores assim, tambem admiro o seu trabalho como sabe. Tudo de bom.
Até sempre.
Bruno Cardona

Fabiano (LicoSp) disse...

Hiper interessante a história... infelizmente ainda rola muito preconceito. Minha mãe mesmo acha q é coisa de bandido, acho q para evitar problemas ainda não fiz uma... mas tenho muita vontade...

bjs

JCesar disse...

nossa...depois da tatoo..do post..e dos comemnts..que dizer.

so expressar...uau!

Isso aí. Coragem. E aqui, na melhor versão.

Passando, para dizer-te que ha um mimozinho para ti lá no vendo e sentindo.
bjs
Julio Cesar

Tais Luso de Carvalho disse...

Oi, Wal, gostei dessa matéria e fiquei sabendo muito. Não tenho nada contra quem goste ou tenha tatuagens, porém eu jamais faria.

Vejo da seguinte forma: com 25 anos um jovem coloca algo de sua vivência e de seu gosto. Como estará esse jovem – com a mesma tatuagem – aos 50? Sua cabeça muda, suas experiências também. E daí? E se for daquelas que cobrem muito do corpo?
É meio complicado. Porém tem gente que lida bem com isso, é algo muito pessoal.

Wal: desejo a você, a Lourdinha, uma noite de Natal verdadeira e de muita alegria. E para o próximo ano todas as realizações que mereces.

Meu carinho, amiga.

Tais luso

Vivian Pereira disse...

Dinha! Obrigado por divulgar a promo... só falta agora vc ir lá no Vitrine de Sonhos e colocar a resposta... lembrando q a promo por enquanto vai até dia 19/12

Bjosss

Aline Rodrigues disse...

Olá querida, gostei muito dessa matéria sobre as tattos e adorei o seu blog. Tenho 3 estrelas na nuca e tenho vontade de fazer outra,pois sou apaixonada por tatuagens, meu grande problema é o meu marido que não gosta nem um pouco e não me deixa fazer outra, mas enfim se um dia o amor acabar(eu espero que não claro)eu faço outra, já escolhi até o desenho: a fada sininho!!!
bjossss

Adorei sua visita! bjos

nereida disse...

Saudades suas...
Desejo-lhe, querida amiga, um lindo Natal cheio de luzes, bênçãos e graças. Que o ano novo esteja repletos de seus sonhos mais acalentados. Um grande abraço, Nereida

wallper.lima disse...

A tatuagem iniciou uma escalada de popularidade em corpos tanto masculinos e femininos, jovens, ou não, em todas as classes sociais.
Pesquisas realizadas nesta década em diferentes capitais brasileiras apontam que o público atual de tatuagem é na sua maioria feminino, ao contrário do que ocorria no passsdo, e não necessáriamente jovem , muitos são adultos acima de 30 anos.
No Rio de Janeiro, a cultura das tatuagens dessemina-se nas ruas e areias da cidade, num fenômeno que pode ser observado na ´pele de cariocas das mais variadas idades e classes.
Pouco importa a idade que a pessoa tenha, pois se a gente for pensar assim, o que seriam dos motoqueiros, nerds, góticos, roqueiros,...depois de mais "velhos"? Temos que pensar, que ninguém nasceu velho, apenas o tempo passou...a tatuagem não deve ser vista com preconceito, mas como reconhecimento artístico.
Agradeço a todos os comentários, adorei a variação de opiniões.
Bjos a tds.
Wal.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...