quarta-feira, 29 de outubro de 2008

Salvador Dali e meu Pai


Sei que muitos já falaram sobre Salvador Dali, mas tentarei resumir umahistória que só cabe em meu coração, de forma doce e verdadeira.

Dali, não era uma pessoa comum, andava sempre em busca daquilo que não
apalpamos,não vemos, mas sabemos que existe, e está em alguma parte de nós. Um artista completo, com estilo próprio e invejável, não se preocupava com a opinião de um grupo ou permanecer numa linha de pensamento, mas avançar dentro do seu estilo solto e irreverente.

Dali não se prendeu ao movimento surrealista, o qual as teorias escritas o definiam, mas ao surrealismo que vai além das palavras e da imaginação.

Assim Salvador Dali, declara publicamente a independência da imaginação e dos direitos do homem a sua própria loucura, e diz:


" A diferença entre o surrealismo e eu, é que eu sou o surrealismo."


Como muitos artistas, Dali foi expulso da Escola de Belas Artes, por não aceitar
regras, e também pela insatisfação com o ensino.
Como eu havia dito em postagem anterior, quando eu entrei na faculdade,logo de cara escutei: não estou aqui, para formar artistas...ali percebi que existe muita ilusão em relação aos professores, esperamos muito, talvez não sejam eles que não tenham muito pra nos oferecer, mas nós é que temos uma grande bagagem, e nos decepcionamos...e quando temos estilo próprio se torna mais difícil ainda.

Nas avaliações, meu professor de pintura virava minhas telas de cabeça para baixo, em todas as direções, e balançava a cabeça, e eu ficava ali, inerte, esperando uma palavra, qualquer coisa...pois eu não sabia o que de fato estava passando na cabeça dele. Por isso acho difícil um julgamento, pois com quem está a verdade? Porque cada um acha uma coisa, e isso que é divino, essa diversidade!

Não tenho medo de receber um "não", pois existem muitos fatores atrás de cada opinião, e quando temos estilo próprio, chocamos, chovem muitas críticas , pois o mundo não esta preparado para receber o diferente, o novo.
Entendo, e vivo as mesmas situações que Dali, pois o caminho de todo artista é árduo, principalmente num país como nosso onde o incentivo é muito pequeno, ou quase nenhum.

Quando chegou o final do período, meu professor de pintura deu a mão á palmatória, e me elogiou! Demorou, mas nada disso me fez desistir, nem diminuir o amor e a coragem para continuar caminhando nesse mundo de cores o qual escolhi.

Tenho profunda admiração por Salvador Dali, uma pessoa determinada, superou vários traumas de infância, tendo que lutar o tempo inteiro para mostrar a que veio, reforçar sua identidade e sexualidade. Pois recebeu o mesmo nome do irmão morto 2 anos antes dele nascer; e sua mãe o vestia de menina até mais ou menos 6 anos, por desejar ter uma menina.

Quando Dali conheceu Gala, sua eterna musa, até então nunca havia experimentado um sentimento tão profundo, e seria a chave freudiana e histórica desse amor, que dominou toda sua obra, e que só a morte interrompeu.


-" Tornei-me senhor do meu sorriso. Uma nova saúde brotou na minha cabeça

como uma rosa."

-"Os meus sintomas histéricos desapareceram uns após outros, como por

encanto."


Dali mestre dos mestres, aquele que abriu caminho para vários artistas, estará sempre vivo no Museu Fundação Salvador Dali, junto as suas obras , e dentro do coração de todos aqueles que o admiram.

Os gênios nunca morrem, se tornam obras vivas! Dali continuará para todo o sempre sendo um pintor a frente do seu tempo!
Eu havia falado da semelhança entre Salvador Dali, e meu pai, acima estão as fotos.

Quando vejo meu pai novinho, com 17 anos, todas as lembranças vem à tona como um filme passado em minha frente: minha família, eu com 3 ou 4 anos ainda de chupeta, passeando com ele no Jardim Botânico, a nossa cantoria, os aniversários, os natais...

Sinto muita saudade de sua personalidade forte, sua voz de locutor, seu jeito de andar rápido e firme, dos seus abraços fortes, e dos seus beijos...mas o que me conforta, é olhar essas fotos e ver que Salvador Dali, esta em meu pai, e meu pai esta em Salvador Dali, e estarão sempre vivos em meu coração!
Conheça a galeria de obras de Salvador Dali - que está do lado direito do blog nos links - The Salvador Dalli Gallery .

9 comentários:

Gustavo Mutran disse...

Lindo texto...
Tocante.

Taís Luso disse...

Wall... amiga, acabei de te mandar um e-mail; o segundo! Como perguntaste umas coisas, então acho que não recebeste. Pedi para me enviares teu e-mail, pois respondi no 'resposta ao comentário', via e-mail. Vou sair agora e na volta, volto aqui para te ler. Adoro Dali, muito! Estou curiosa...
Um beijo
Tais

Tais Luso de Carvalho disse...

Nossa, Wall... que lindo texto! Sabe quando a gente acaba de ler e fica com o rosto arrepiado?? rsrsrs, pois é, amiga. É isso, quando gosto de algo também falo com o coração.
Mas, Dali e teu pai... um é a cara do outro, o que é isso, menina? Também gostei da tua narrativa ‘acadêmica!’ Tenho umas histórias para te contar, mas esqueceste de colocar teu e-mail no blog. Não tenho como falar contigo! No espaço dos comentários não dá. Vá ao meu blog, na frente tem meu 2º e-mail. Podes usar.

Beijo, amiga.
Taís

Anna Leão disse...

Quase disse no primeiro texto sobre Dali, agora vou ter que dizer aqui. Quando da exposição das obras dele em 1998, se não me engano, aqui no Museu Nacional. Fiz um trabalho como atriz convidada junto ao grupo de poesia POesia Simplesmente. Ficamos numa temporada de mais de um mês no anfiteatro do Museu com o espetáculo "A Poesia Daqui e a Dali." Eu fiz Gala, a mulher de Dali. Não sei se vc chegou a assistir, não sei a sua idade. Foi um trabalho muito bonito.
Beijos,
Anna.

Vivian disse...

Dinha!! esse post seu tá d+!!! gostei muito do texto e principalmente do desfecho quando vc fala com o coração. Não teve como não ficar emotiva aqui, pois o vovô faz muita falta nas nossas vidas.

Aguardo anciosamente aquele e-mail que vc está fazendo sobre Salvador Dalí e que até agora não recebi hehehehe (até rimou)

Ps: Realmente ele se parece muito com o vovô, parecem irmãos gêmeos... coincidências da vida!!!
Parabéns pela montagem tb!! ficou perfeita!!! cada dia vc me surpreende!!!

TE AMOO!!!!

bjossss

Wagner disse...

muito bom parar e ler , esse blog ,, e descobrir um mundo de arte que vc esta proporcionando ,e relamente a semelhança fisica do Salvador Dali , a data de nascimento com meu padrinho (seu pai )e´verdadeiramente espetacular ,, bjss do seu primo Wagner que admira muito vc ,, esta de parabens ..

Valter disse...

Oi Waleria, cheguei de viagem hoje, estou voando no Sul da Bahia em Barreiras, gostei do seu texto está ótimo continuo te prestigiando, sobre o concurso não te preocupas você já está inscrita, ainda não começou, obrigado pelo comentário volte sempre. Até mais.

Patrick disse...

Olá...vi seu comentário no meu blog na tela Papoulas na Janela, da pintora Raquel Taraborelli. E aqui estou eu visitando seu blog pela primeira vez e resumo Dali da seguinte forma:

Ele é uma tênue linha entre o dia e a noite, entre o pincel e a tinta, entre o real e o faz-de-conta!

Abraço.

Analuka disse...

Olá. Grata pelas palavras que enviaste, vim visitar teu blog, e achei interessantes os textos. Pareces admirar bastante o irreverente Dali, não é?... Hehehe!... Também me interesso pela biografia dele, assim como as de outros artistas, justamente por perceber que, muitas vezes, estas pessoas criativas de alma pulsante ousam transgredir certas regras que limitam a alma humana. Desejo dias de inspiração e luz para ti. Abraços alados.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...