terça-feira, 18 de novembro de 2008

Transformações



A arte moderna é essencialmente uma idade de transformações profundas, de revoluções que mudaram radicalmente a face da terra e edificaram uma nova forma de existência humana e um novo mundo social. Criaram um novo homem e um novo mundo.

O homem moderno exige em última instância, analisar justamente estas transformações profundas, e revoluções que transformaram a face da nossa terra.

A riqueza produzida pela industrialização maciça e pelo desenvolvimento do comércio trouxeram novas idéias de bem estar material, conforto e praticidade.


No começo do sec. xx, essas idéias as quais se acrescentam de originalidade, são trabalhadas, alcançando resultados de ordem em matéria de funcionalidade e limpeza de linhas. Era o início de uma época de estilização. Matéria, cor, e espaço combinados de mil maneiras fundamentam a moderna decoração.

O emprego de ferro fundido, aço, concreto armado, plástico e vidros especiais permitindo por outro lado, o que aconteceu poucas vezes desde épocas extravagantes do barroco e do rococó, ampla liberdade de criação na arquitetura, engenharia e decorações de interiores.

A civilização industrial multiplica e acelera as transformações técnicas, os meios modernos de apresentação de reprodução, coloca ao serviço da arte: multiplicação do livro de arte, fotografia, do filme(td difundido pela imprensa e p/televisão), graças a esses meios, a arte avançou uma dimensão planetária.

Esses meios de informação vem tornando-se um gênero particular dentro da arte, e do cinema - " a técnica oferece a arte novos meios mais econômicos ou mais eficazes, sucinta novos fins, ou se preferirmos, novos estilos." Então o que se pode afirmar, é que o objeto técnico, leva o homem a uma mentalidade nova...

Hoje podemos sentir que a arte desacralizou-se, perdeu sua carga mítica e iniciativa.

Tudo se perdeu com o serviço de publicidade, ou da propaganda, que afasta o homem da sua realidade, e o leva a uma alienação." Onde é levado, ou deixa de ser ele mesmo(perde s/identidade) e passa a consumir tudo que essa força jogada, vem querendo fazer nas cabeças da massa....com isso a arte vai perdendo sua personalidade, pois está subordinada a essa alienação da civilização tecnológica, que corrompe e destrói esse homem que almeja a liberdade!

"A arte é essencialmente uma coisa privada, entregue as leis da concorrência. A sua comercialização, incide antes de tudo sobre as próprias obras, sobre a sua venda, a execução, a sua representação, e distribuição."

As obras que as idades consagram são valores seguros, que enchem de glória os museus....quer dizer que acaba-se criando somente para um tipo de público, marginalizando a massa...essa mesma massa que sente medo de se aproximar de uma galeria, ou até mesmo os consumidores anônimos, que nada entendem, mas gostam .... e esse mesmo homem contemporâneo que tenta falar da particularidade, se lança universalmente, e se monta dentro de um discurso que afasta as camadas populares, pois não há ainda uma leitura consciente, mas somente o" contato físico",e a essência não é alcançada.

Precisamos superar os valores tradicionais, afim de que o homem ganhe consciência de si mesmo, não deixando que as diferenças de classes, anule o resto do mundo. Devemos lutar por igualdade, e quebrarmos as grades da alienação.

Enfim, a arte moderna é a expressão do ser humano solitário, do indivíduo que se sente diferente dos seus companheiros.

9 comentários:

Valter disse...

Oi Valeria, gostei da postagem que você fez, a idéia é ótima, pena que esse pais ainda pertence ao terceiro mundo, mas talvez um dia a situação vai mudar, vamos torcer que sim. Parabéns. Até Mais

Valter disse...

Valeria, eu desisti do concurso, complicaram muito, minguem vai fornecer seu e-mail para eles é perigoso, posteriormente esses e-mails são gravados em CD e vendidos para pessoas mal intencionadas.

Valter disse...

Oi Valéria bom dia, gostaria de saber se você recebeu meu e-mail.
Tiau

Tais Luso de Carvalho disse...

Oi, querida amiga, gostei da postagem! Tudo veio se transformando nas artes, nas ciências, nos esportes, nas relações humanas, na tecnologia... e, junto vieram também os absurdos. Cabe a nós separar o joio do trigo: o que é válido, o que acrescenta e o que é dispensável.

Um grande beijo
Tais

wallarte disse...

oi wallarte passei para te fazer um visitinha... gostei muito do seu blog; quem faz arte, não é querer
é dons divino pois é algum muito sensível, de qualidade importante ..
A sinseridade É muito importante em nossas vidas!
pois é dela que formamos a nossa personalidade...
um alguém, um porém, um de quem,mesmo assim
somos importantes; para quem!,para mundo? não...
A DEUS devemos nos entregarmos de corpo e alma
para poder andar na PLENITUDE DO ESPÍRITO!!
cris! continue assim
abraço***

Anônimo disse...

oi wallarte passei para te fazer um visitinha... gostei muito do seu blog; quem faz arte, não é querer
é dons divino pois é algum muito sensível, de qualidade importante ..
A sinseridade É muito importante em nossas vidas!
pois é dela que formamos a nossa personalidade...
um alguém, um porém, um de quem,mesmo assim
somos importantes; para quem!,para mundo? não...
A DEUS devemos nos entregarmos de corpo e alma
para poder andar na PLENITUDE DO ESPÍRITO!!
cris! continue assim
abraço***

9 de Janeiro de 2009 22:29

wallper.lima disse...

Oi Cris apareça tds as vezes sentir vontade, será um prazer, adorei suas palavras.
Obrigada.
Um abraço
Waleria.

Donagata disse...

Oi! Amiga. mais uma vez por aqui. Viciei! Desta vez foi para ver como fica bem o presente que lhe dei no seu blog! Até na cor combina!

Por outro lado, voltei a ler esta sua postagem que considero excelente e com a qual concordo inteiramente.

Pelo menos aqui em Portugal a arte, em qualquer das suas manifestações é bastante elitista.

Faltam, no meu ponto de vista, estratégias interessantes com vista a massificar a arte. As coisas estão a mudar, é um facto, sobretudo graças a intervenções das camadas mais jovens ligadas às artes. Mas a verdade é que ainda não é o que seria desejável, até porque, na maior parte das vezes, escasseiam os recursos económicos.

Um beijo muito grande e um bom fim de semana.

wallper.lima disse...

Obrigado por voltar sempre, será um prazer!
O sêlo ficou realmente lindo!
Sobre essa postagem espero que chegue o dia em q/tds possam fazer parte de um mundo tão fantástico belo e enriquecedor, que é o das Artes!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...