sábado, 27 de dezembro de 2008

Ano Novo sem pressa!

Calma slow - uma tentativa -
www.debora70.com.br





O homem desse milênio está" enclausurado em seu quarto "e fechado em si
mesmo.

A dificuldade para a maior parte de nós, é que vivemos num nível demasiadamente superficial, percebido através do pensamento e das emoções, onde as experiências profundas vão ficando para trás.

A falta de comunicação é crescente nessa vida intensa do séc.XXI onde a insensibilidade torna-nos incapazes de perceber muitas reações de nossos semelhantes, onde a surdez e miopia social esta tomando conta mundo, tornando o homem egoísta e solitário!

Um mundo difícil para aqueles que viveram outra época, mas também complicado para aquele que não se deixou dominar por esses "vícios".

É tempo de mudanças internas, capazes de causar mais reflexões, afim de provocar novas visões, como do Frei Leonardo Boff - em Ética & Eco- Espiritualidade:

Sentir que somos terra faz-nos sentir os pés no chão.
Faz-nos perceber tudo da terra,
seu frio e calor, sua força que ameaça,
bem, como sua beleza que encanta.

e redesenhar um mundo totalmente diferente desse, onde o homem encontra-se num estágio de precipitação terrível, embora não saiba para onde corre tanto!

Um mundo onde se possa prestar atenção nos gestos pequenos e cotidianos... voltar a ver, voltar a viver... e entender que o tempo é a revelação daquilo que somos!

10 comentários:

Patrick disse...

Bom dia...o texto me lembrou a música Paciência, de Lenine: ...mesmo quando tudo pede um pouco mais de calma, mesmo quando o corpo pede um pouco mais de calma, eu sei, a vida não para, a vida não para não...2009 abraços para você.

Donagata disse...

Olá! Vim por aqui e fui-me deixando ficar. Gostei do que vi.
Gostei deste post, gostei da história que criou para dar ênfase à importância das vivências de Natal... Enfim, fui lendo, e fui ficando.
Agradeço a sua visita e desejo que o seu 2009 seja recheado de tudo aquilo que são os seus maiores desejos.
Um beijo.

bernardo disse...

Cara Amiga

Eu acho que homem é o resultado, antes de tudo, da luta entre o seu lado perverso e o seu lado generoso, o seu lado preconceituoso luta contra seu lado igualitário, seu lado egoísta da exploração perversa do semelhante em luta contra seu lado social democrático. É a famosa dialética, forças opostas que se digladiam e se harmonizam.Amor e ódio, racismo e irmandade, bem e mal. Essa luta se dá tanto no terreno individual, de um indivíduo lutando com seus diferentes eus, como no terreno coletivo onde bons e maus, exploradores e socialistas, humanistas e tecnocratas, racistas e universalistas, promovem o grande caldo social que é o planeta terra, esse planetinha azul, perdido num cantinho insignificante do Universo.
Acho que é isso que Boff quis dizer quando afirma que somos terra e que como terra sentimos toda a sua dialética, seu frio e calor que se harmonizam quando há equilíbrio, sua força que ameaça em oposição à força que encanta, em tudo há dialética e o homem terá que perceber o quanto se afasta de sí mesmo e como isso se tornará nocivo se não buscar o equilíbrio pondo os pés novamente na terra.

Um abraço
Bernardo

Tais Luso de Carvalho disse...

Amiga querida: gostei deste teu texto! Não encontro muito jeito para acreditar que o ser humano se torne mais completo e mais feliz. Confesso que estou totalmente descrente. Nada que fizermos no presente mudará nosso passado; a única coisa que acredito - um pouco -, é aprender com o nosso passado a administrar momentos presentes.

Gosto muito de uma citação de Montesquieu que diz: ‘se a gente quisesse ser apenas feliz, isso não seria difícil. Mas a gente quer ficar mais feliz do que os outros, e isso é quase sempre difícil, porque nós freqüentemente achamos que os outros são mais felizes do que realmente são'.
Um beijãooooooooo
Tais

Marli disse...

Wall,
Finalmente consegui um tempinho, sb como é...final de ano!Seu texto me faz lembrar o que pretendo praticar em 2009: DESACELERAR!
Bjos,até a próxima.

wallper.lima disse...

Bernardo - Quando escrevi esse texto foi justamente com a intenção de causar mesmo reflexão...pois até que ponto temos que chegar p/que o ser humano se conscientize que somos a mola mestre do mundo, que gira, se move e transforma!
Adoro Frei Boff- é mto profundo, em suas palavras, e concordo com vc em sua definição - quando ele cita que somos terra - nós como seres humanos somos o todo, apesar de pequeninos no universo... mas somos a vida, que se nasce, cresce, e dá o seu último suspiro - e essa mãe que nos embala, nos acolhe, e nos alimenta, grita por socorro, mas ao invés de nos voltarmos para dentro, estamos correndo para fora...e cada vez mais nos afastando um dos outros...sinto não poder no momento me expandir mais, pois esse é um assunto mto vasto!
Adorei tdo q/disse.

wallper.lima disse...

Taís - Concordo quando vc fala sobre ser feliz - pois o ser humano procura uma felicidade idealizada, e talvez sendo assim se torna inatingível,pois ela só cabe em nossos sonhos. Pois nos deixamos levar pelas aparências, e nem sempre essas são verdadeiras.

Anna Leão disse...

Wall,

Este seu texto é bem interessante pincipalmete quando você toca na questão da falta de comunicação. E vemos que vivemos num grande paradoxo, pois na era da globalização, as comunicações íntimas e profundas estão capengas. Pois esta globalização serve a um mundo superficial e descartável como você bem coloca em seu texto! E as pessoas vão ficando cada vez mais alienadas de si próprias, de seus verdadeiros sentimentos, emoções, valores e essência!

Um grande beijo,

Anna

Martinha disse...

Olá, Enfim, consegui um tempinho para atualizar a minha leitura e gostei muito das coisas que vc vem escrevendo.
O momento é esse, de reflexão; Devemos reavaliar nossos atos, nossas palavras, nossa existência e nossa função.
Seu texto cumpriu meta de reflexão e reavaliação. Parabéns !
Bjsssss

Canteiro Pessoal disse...

Oiii querida, q alegria receber preciosas palavras d ti e honrada por sua visita, tb, por saber q és uma artista, nsaaa... amo pintura !!!
Estarei t agregando ao meu blog p ñ perdê-la d vista.
Lindo seu espaço, creio q serei mto edificada pelo seu escribar.

Lindos dias e paz !!!

Canteiro Pessoal Priscila

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...