terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Alma de Flor - Yolanda Soares Freire Hinds-São Luis -Maranhão-Brasil-1940


Nem sempre conseguimos decifrar nossos sentimentos e em palavras explicar de fato tudo que vemos e sentimos. E quanto mais nos aprofundamos, mais vemos e quanto mais vemos mais pensamentos nos rodeiam e acabamos nos perdendo diante dessa trajetória tão rica, enigmática, que muito diz e nos lança ao mundo da realidade, mas de uma forma totalmente desfigurada, de linguagens diversas; que nos obrigam a sentir, refletir e descobrir novas maneiras de ver.


Animus - máscara - 1996


Quando falamos de ARTE, abrimos um leque de valores incalculáveis, intocáveis, submersos na realeza daquilo que somos e do que representamos. Por isso creio que dentro de cada artista existe um universo que aflora, grita, sente, emociona e ultrapassa as vezes o próprio entendimento.
Falar de Yolanda Freire, não é nada fácil, mas de fato muito prazeroso.Uma artista com uma capacidade enorme de abstrair da natureza humana uma maneira de contar histórias e através de suas obras tocar o coração de quem as aprecia.
Suas obras são nada mais que um chamado a consciência da vida e suas descobertas. Eu poderia fazer uma comparação com o MAR onde temos que percorrer até o fundo para descobrir tudo que está submerso.
Finitude - (Faz parte de uma série de quadros)-Técnica Mista -S/Tela

Assim Yolanda define: _ “ No meu processo de criação mantenho o meu olhar voltado para as civilizações antigas e (ou) primitivas.
Na matéria densa criada pela tinta e pelo movimento do pincel, vou descobrindo um momento da humanidade, grafismos arcaicos que remetem ao início da organização do ser humano, o geometrismo característico da expressão dos primitivos habitantes das Américas. Desenvolvo formas ordenadas através de sulcos de tintas monocromática
para melhor evidenciar o gesto na densa materialidade.”


Iniciou sua vida profissional como artista plástica em 1974 – realizando uma instalação e performance no Centro de Pesquisa de Arte Ivan Serpa, cujo o título “Pele de Bicho ou Alma de Flor”- onde expressou aspectos antagônicos da existência humana.
A partir de então desenvolveu vários trabalhos em performances e instalações apresentados em salões nacionais, bienais internacionais e museus.
Yolanda dedicou seu tempo em pesquisas onde a cor está associada a matemática, movimento geométrico, e passa a criar painéis modulados, onde o avanço e o recuo dos vários módulos aludem as modulações desenvolvidas por Cézanne (brancos), afim de abstrair a cor para melhor evidenciar as diferentes matérias criadas. E são através destas pesquisas que recebe convites para expor na Universitè de Sciences ET Techniques Du Languedoc (França), em alguma cidades da Itália através da Galeria 9 Collonne SPE, e finalmente obtendo sua primeira exposição individual no Museu Nacional de Belas Artes (Vermelhos).

Yolanda não satisfeita com a densidade da tinta, adotou então o cimento, o concreto armado.
Posso dizer que Yolanda Freire é uma artista completa, dotada de muitas exposições nacionais e internacionais, em várias modalidades.Uma artista profunda e preparada para falar através de suas obras com muita maestria sobre a alma humana, dos valores muitas vezes esquecidos, desviados, perdidos no tempo e no espaço distantes, buscando emergir de um mundo “talvez” tão difícil mas não impossível de habitar.- O pensamento humano – (Instalação: "Pele de bicho ou Alma de Flor"


Maioba - 1985-
Quando comecei a escrever sobre esta artista, sabia que não seria fácil, mas espero ter chegado perto de sua grandeza.
Quero deixar aqui exposto que me sinto muito feliz de ter tido esta artista como minha professora na Faculdade Bennet.


Convido a todos que aqui passarem visitarem o site de Yolanda Freire e conhecer mais de perto sua trajetória de vida.
Termino esta postagem com algumas palavras da artista:
_ “Busco a estética dos arquétipos, a filosofia escondida das marcas que se repetem, os signos que amarram e organizam o pensamento humano.”
Livro publicado pela Artista - " O Espelho do Artista" - Fala do processo de desvelamento do sujeito inconsciente - Rio de Janeiro - Brasil -Companhia de Freud, 2006
Quem quiser conhecer mais de perto esta Artista Maravilhosa é só visitar: - http://www.viaarte.de/freyre/

23 comentários:

heli disse...

Waleria.

Eu não conhecia o trabalho de Yolanda Freire, mas você conseguiu retratar muito bem a representatividade desta artista tão completa.Vou visitar o site dela.
Vivemos num mundo onde a arte tem a sua linguagem e nos torna mais humanos saber fazer essa leitura.
Obrigada por visitar o Chega junto e deixar seu comentário.
beijos
heli

Tais Luso de Carvalho disse...

Oi, Wall, hoje vim apenas conhecer teu novo blog e dizer que estava com saudades tuas! Está lindo, mas deve ter dado trabalho, hein, moça??
Bem-vinda, amiga! Que bom que voltaste.

Grande beijo, como já está tarde, voltarei outro dia.
Meu carinho
tais luso

Cmte. Valter disse...

Olá querida Waléria, ficou ótimo seu blog, parabéns, obrigado pela sua visita, happy terça-feira com paz e alegrias que as chuvas parem e o sol continua a brilhar nesta linda city. Abraços Valter.

Andradarte disse...

Está de facto muito diferente....
Tem muito que pesquisar....É Blog
de Artista...
Beijo

bondearte disse...

Ola Wall,
Teu blog já era bonito agora ficou mais bonito.
Acho muito legal este trabalho que voce faz de pesquisa e divulgação sobre artistas dos mais variados estilos e epocas.
Sem contar as obras assinadas por você que são belissimas.
Congratulações por este belo espaço.
Paulo
Bjos

M. Sueli Gallacci disse...

Olá Waléria, realmente o blog está muito mais interessante, dinâmico, e falando de arte, é tudo de bom!!!

Parabéns, amiga, voltarei!

Um bjo enorme.

Brumas do Tempo ® disse...

Oi, Wall!

Passando para deixar um beijo e um queijo! Rsrsrs... Adorei a postagem, como sempre, nos faz refletir sobre nossas próprias vidas. A Arte tem esse dom!

Beijos e muitas bênçãos!

Rowena.

Mona Lisa disse...

Olá Waléria

Já tinha saudades dos teus posts sempre tão instrutivos.
O Facebook está a acabar com os melhores blogs. Eu não me deixo contagiar por ele. Cada vez passo menos tempo por lá.

Adorei o novo look do teu "cantinho"

Beijos.

Canteiro Pessoal disse...

Valéria, que lindo o novo visual!

Abraços

Priscila Cáliga

Living in the USA disse...

Super cool!! Obrigada pela chamada. Outro dia tentei olhar teu blog mas nao consegui. Coisas da internet. Linda oraçao. Deus te abençoe sempre.

Helio Tadeu Moscatelli disse...

Fiquei super feliz com seu contato! Obrigado por me avisar sobre a atualização do seu Blog. Então, desenho novo tem todo dia no meu Blog, quer dizer tinha, até ontem já que um raio queimou bastante coisa na minha casa inclusive o meu Notebook que é onde faço os desenhos. Agora falando sobre sua pergunta: Não tenho explicações sobre vários dos meus desenhos. Funciono mais ou menos como nosso amigo Chico Xavier. Simplismente eu desenho do nada e tento na medida do possível dar nome ao desenho e só. Raramente eu consigo desenhar alguma coisa que eu tenho intenção já que me acho péssimo desenhando. Não consigo definir uma forma, um traço enfim... Cada desenho é um desenho e pronto... Já pensei sim em criar personagens e fazer histórias em quadrinhos, mas é como disse à pouco, pra eu desenhar as coisas que eu quero é difícil. Aliás um dos motivos do Blog foi esse, eu tentar praticar um pouco pra ver se eu melhoro...
Pra vc ter uma idéia eu prefiro desenhar no computador usando o mouse do que desenhar com lápis ou nanquim, justo pq não consigo encarar minhas formas e traços... Eu não me conformo de não conseguir desenhar o que eu realmente quero. Já sobre seu Blog adorei! Gostei muito do desenho que fez com nanquim para sua identidade visual!!! Vou te adicionar no orkut e no face ok?
Gostaria de terminar essa mensagem lhe perguntando o seguinte: Quando você desenha, você consegue retratar uma imagem que está na sua cabeça ou você vai formando ela no papel? Abração!

Tais Luso de Carvalho disse...

Oi, Wal, hoje vim ler a matéria da artista e estive no site dela. Lindas peças e uma história que se mescla de vida com arte. Dá pra ver que a artista respira arte pelos poros.

Não a conhecia, fiquei conhecendo seu trabalho através de você. Gracias!!

Beijão, amiga.
tais luso

Agulheta disse...

Waléria.Instrutivo e obrigada pela partilha,artistas há que pouco conhecemos deles e do seu trabalho em arte.Estou como diz a Elisa" o facebook,de certa forma está acabar com os blogs,eu não deixo embora não faça posts todos os dias,nem irei deixar.Gostei de conhecer e ler.
Beijinho bfs

Luma D. disse...

Waléria, a demora valeu a pena, não é mesmo? O blog ficou ótimo - e o melhor, personalizado!

Gostei do seu atelier e dos quadros. Até ampliei as fotos para visualizar melhor os detalhes.

Beijos

Carmo disse...

Waléria, valeu a pena aguardar pelo seu regresso! O blogue está muito bom. Gostei muito.

Um beijo

Boa semana

PATRICKÍSSIMO disse...

Olá,

Eu percebi mesmo sua ausência. Seu blog tomou outra dimensão. Está de roupa nova. É tão bom mudanças na vida.

Estive por aqui no seu novo e dinâmico espaço cultural.

Abraços.

Densetsu disse...

Qto tempo!!! ^^ Pois é ambos ficamos afastados por mto tempo. MAs oque importa é que estamos de volta, não é mesmo?
Realmente nesse texto o que mais me chamou a atenção foi a observação de arte. Ela não é algo que possa ser definida, possue varias faces, ela é sempre diferente...e e isso é o que nos atrai nela, sempre inovadora.

Tchao qrda Wall. Até uma proxima vez,abraços. ^^

Irene Moreira disse...

WalL

Está tudo maravilhoso, adorei seu novo visula, adorei seu banner que beleza de afrte e trabalho perfeito a nanquim.


Gostei de ler sobre a Yolanda Soares e como se repete sempre a dedicação, a pequisa, a busca pela perfeição do artista que traz esse dom dentro de sua alma.

Beijos

Adriana disse...

Oi Wal! Vim ver seu blog de cara nova!
Sabe do que lembrei com esse post? De um livro que acabei de ler ( e lembrei de vc enquanto lia) sobre a escrita (criação e evolução) na história da humanidade. Porque é interessante como a escrita é também uma obra de arte. Desde quando os livros escritos à mão vinham adornados por belos desenhos, até a escrita árabe que é feita como se fosse um adorno dela própria. Muito legal.

Beijão minha amiga artista!

wallper.lima disse...

Olá Hélio Moscatelli - gostei mto de tdo que disse, principalmente pela sinceridade...mas vamos lá:
_ desenhar é um ato de "liberdade" - não podemos sentir medo, nem angústia. Neste processo, temos que soltar a mão- o que significa isto? - não ter policiamento, mas deixar as coisas fluírem naturalmente...e quando menos percebemos o desenho está lá, no papel, ganhou vida própria, entende? E só passamos a desenhar "bem" - com dominío, quando praticamos muito - por isso te aconselho a desenhar, desenhar, desenhar...então vc verá que com o tempo, aqueles fantasmas, sumirão, e vc ganhará confiança e todas as dúvidas serão sanadas pela sua própria desenvoltura.
Quando vc me diz que desenha só com o mouse, acho valido, mas vejo um probleminha, pois existe uma limitação nos traços...entende?
Qto a sua pergunta, eu respondo:
_eu posso dizer que consigo as duas coisas, é como compor uma música, tanto posso fazer só a melodia, e depois colocar a letra,(vice-versa), ou posso fazer as duas coisas ao mesmo tempo - letra/música. Mtas vezes penso, arquiteto tudo na mente, e mtas vezes acontece tdo na hora...
Espero ter respondido, e espero em breve fazer uma postagem, a qual creio que te ajudará mto a quebrar esse bloqueio.
Bjos.
Wal.

Anônimo disse...

FORTALEZA, UM CENÁRIO FASCINANTE!
por: Lourdes Neves Cúrcio

Cidade-Luz que cativou-me simplesmente
Por seus encantos, sua receptividade
Pela magia e exuberância de suas praias
Sua vibração, seu humor, sua história
E a simpatia colossal de sua gente!

Seus verdes mares, céu azul, verão constante
Sua cultura, suas rendas, sua arte
A carnaúba, a onda mansa a crepitar
A jangada colorida a deslizar
Nossa Senhora da Assunção a abençoar!

Iracema, a Virgem dos Lábios de Mel
Cuja presença em seu seio é marcante
Silenciosa, muito deve se orgulhar
Em compor esse cenário fascinante!

Fortaleza, obra-prima esculpida
Pelas hábeis mãos da sábia natureza
Que permite ao sol mais tempo iluminá-la
Deixa a brisa incessante acariciá-la
E a reveste de original beleza!

wallper.lima disse...

A riqueza de detalhes, de sentimentos, e criação estão contidos nesta artista. Entendo perfeitamente, que muitas vezes, a compreensão se torna tênue, e nos afasta de tudo aquilo que é profundo, belo, e generoso.
Agradeço a todos que aqui passaram, e a todos os comentários deixados.
Bjos.
Waleria Lima.

Anônimo disse...

http://prixviagrageneriquefrance.net/ viagra commander
http://commanderviagragenerique.net/ viagra acheter
http://viagracomprargenericoespana.net/ viagra
http://acquistareviagragenericoitalia.net/ acquistare viagra

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...