segunda-feira, 14 de fevereiro de 2011

John William Waterhouse – 1849-1917 – Doce e suave Nino.

 

Como é bom nascer no seio de uma família que comunga os mesmos gostos. Caminhar juntos, crescer dentro de um estúdio de Arte, como um pássaro que voa buscando alimento. Tudo se torna doce, mais suave, sendo assim, mais fácil de encontrar em nós, aquilo que trazemos na alma e está oculto e que nem sempre conseguimos trazer à tona; por falta de oportunidade, incentivo, ou por nos perdermos no meio do caminho.

John William Waterhouse carinhosamente conhecido como - “Nino,” nasceu em Roma em 06 de Abril de 1849. Seus pais eram inglêses, ambos pintores, mudaram-se para Itália, em busca de Arte, e posteriormente transferidos para a Inglaterra.

Nino, ia crescendo, e se desenvolvendo num mundo determinado por cores, beleza e fantasia…e com isso, ia criando dentro dele sem ao menos perceber, seu verdadeiro talento, onde a mitologia, a poesia, estariam sempre presentes em suas obras.

800px-JWW_Ophelia_1889

O jovem desenvolveu o seu talento para a escultura e pintura.  Fêz várias tentativas de admissão para a Royal Academy, e finalmente em 1870, conseguiu. Em 1885, tornou-se um associado da Royal Academy, e em 1895 um membro de plenos direitos.

Waterhouse, foi muitas vezes classificado como um pré-rafaelista, por seu estilo e temas, mas é um pintor verdadeiramente neo-clássico.

Algumas das obras anteriores foram centradas em temas e cenários  italiano, referindo seu amor por seu lugar de nascimento.

Mais tarde, seus trabalhos pegou o estilo e temas clássicos dos pré-rafaelitas, como: Alma-Tadema e Frederick Leighton.

The Lady of Shalott -1888  Nino pinta mais de 200 pinturas retratando a mitologia clássica, histórico e literário indivíduos, particularmente, aqueles da mitologia romana e poetas clássicos (inglês) como: Keats e Tennyson.  Femme Fatale – é um tema comum em suas obras, como a maioria são mulheres bonitas , elegantes, vítimas de muitos homens.

Waterhouse, é um dos raros artistas, que se tornou popular e relativamente abastado finaceiramente quando vivo.

Hoje muitas de suas obras estão em coleções particulares ou em algum lugar desconhecido, no entanto, a maioria de suas pinturas mais famosas são encontradas  espalhadas  por toda a Inglaterra, e o restante podem ser encontrados ao redor do mundo.

440px-John_william_waterhouse_tristan_and_isolde_with_the_potion Posso dizer que não basta pintar, mas encontrar dentro da pintura, uma maneira de ser diferente. Buscar o inexplicável, sonhar e voar dentro deste sonho, mostrar a sua realidade, de forma misteriosa, assim como fez “Nino carinhosamente”, que de forma independente se revelou em cada uma de suas telas.

 John_William_Waterhouse_-_The_Shrine

Pinturas: 1 – Ophelia - 1889   - 2 – The Lady of Shalott –1888  - 3 – Tristan and Isolde –1916 -  4 – The Shrine 1895

17 comentários:

Helio Tadeu Moscatelli disse...

Adorei as pinturas. Lindo, lindo, lindo. Que realismo hein? Quem me dera pintar como esse pintor... abração!

angela disse...

Muito lindas. Tristão e Isolda é comovente.
Quando você passou em meu blog eu estava anunciando que saia de ferias. Retornei agora e estou aos poucos visitando os amigo.
Seu blog está muito bonito.
beijos
Angea

Living in the USA disse...

Oi Wall!! Tdo. otimo por aki...Sempre mto. bom receber seu comentario e saber de vc. A filha de uma amiga esta indo para o Rio agora na semana que vem. Ela esta super feliz e ansiosa. Nunca visitou outra pais antes. Disse a ela que vai se apaixonar Rio e o povo carioca.
Pintei a concha sim. Mto. obrigada pelo elogio.
Gostei mto. conhecer sobre Waterhouse com o apelido fofo de Nino. Suas artes transmitem bastante romantismo. Vou tentar traduzir tudo que escrever no blog em portugues, so por causa de voce...
Bjs.

wallper.lima disse...

Oi Angela, que bom que vc voltou!!!
Fico feliz de ver que as mudanças feitas no Wallarte valeram a pena.
Sobre esta pintura de "Tristão e Isolda", realmente é linda, e foi a que mais me chamou a atenção, pelos detalhes, movimento e cor.
Bjoca pra vc.
Wal.

wallper.lima disse...

Olá amiga, que bom vê-la aqui...realmente gostei mto da pintura da concha, vejo que vc está melhorando a cada dia...
Sobre a filha de sua amiga, "acho" que irá gostar mto do Rio de Janeiro, e se quiser diga pra ela visitar o site sobre o RJ, que está em meu blog, assim ela terá uma idéia dos pontos turísticos.
Obrigada pelo carinho em me ajudar.
Bjocas daqui do Brasil, pra vc e no pequenininho.
Wal.

Carmo disse...

Olá Wal,
Obrigada por me dares a conhecer este artista.
Gostei muito do tema e das cores utilizadas.

Um beijo
Boa semana

Densetsu disse...

Realmente impressionante!!! Essas pinturas praticamente falam com a gente. O John é mto bom mesmo, como vc disse lá no meu blog, em cada obra sempre permanece um pouco do artista, algo dele que dá vida a obra. E é isso que faz da arte algo inovadora, sempre. ^^

Obriagado Wall. Bjo's ^^

Vanessa B. disse...

Que liiiiindo!
Que bom que ele não desistiu do que queria. Também com um talento desses... Às vezes a gente também tem um talento assim mas esperamos que os outros descubram.

Adorei o post!
Não são lindas essas pinturas?

PS: Preciso voltar a postar no blog, obgrigada por me lembrar disso!

Letras y Arte disse...

Olà Walleria...!!
Què linda sorpresa verte en mi blog de letras... es verdad, hace mucho tiempo que no conversamos!!
Por mi parte, tambien siento saudades, prometo escribirte un mail y contarte còmo va todo por aquì....
Precioso tu espacio, siempre interesante y didàctico. Vendrè a visitarte màs seguido.
Muchos cariños, amiga (¿còmo va el nuevo atelier?)

Tais Luso disse...

Oi, Wall, conhecia John Waterhouse mas nem tudo que você escreveu; é ótimo conhecer o artista mais intimamente; suas pinturas são lindas e gostei demais 'The Lady of Shalott'.
Grande beijo, amiga.
Tais Luso

AdrianaNobre disse...

Oi Walzinha! Tudo bom com vc?
Passei pra dar uma olhada no seu sempre belo blog, e te deixar um beijão!!!

Mona Lisa disse...

Olá Waléria

Obrigada pela partilha.

Desconhecia a obra deste artista.

Adorei as suas pinturas, de um realismo ímpar.

Adorei ver-te no meu "cantinho".

Bjs.

wallper.lima disse...

Obrigada por todos que passaram aqui, e deixaram seus comentários. Realmente adorei escrever sobre este artista, onde retrata suas pinturas com teatralidade e mto sentimento.
Bjos em todos.

ArtByJoão disse...

É quase impossível ficar indiferente aos pré-rafaelistas... No museu Gulbenkian em Lisboa tem 2 quadros espantosos do Edward Burne-Jones... E o museu Tate em Londres é uma óptima referência para lá ir ver muitos mais pintores deste movimento.

Irene Moreira disse...

Wall

Linda história e mais ainda as pinturas.

Muito bonitas e adoro quadros deste gênero.

Estou passando rapidinho porque estou no trabalho, mas não consegui deixar de ler este post.

Beijos

Vanessa B. disse...

Vim comentar de novo q essas pinturas são liiiiiiiindas! Lembram-me de quando eu li "As brumas de Avalon"
Bjs

Antonio Machado disse...

Alô Waleria,
muito enriquecedora a sua postagem sobre o grande pintor Waterhouse.
Gostei do seu blog, dos textos e da sua arte.
Obrigado pela visita e comentário em meu blog.
Uma boa semana e até breve.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...